Opinião

Floriano Reis fala do descaso com o patrimônio público de Coroatá

19 JAN 2018 | 03h03

Imagem do Morro do Machado, um dos pontos turísticos de Coroatá
Por Floriano Reis

Algumas coisas são difíceis de entender, o porquê do abandono do Morro do Machado e do Estádio Municipal de Coroatá, por todos os últimos administradores da nossa cidade, o que não justifica, pois ambos manejaram e manejam milhões de reais. E infelizmente vários imóveis que compõem o patrimônio público, tem sido encarrado como “propriedade de ninguém”. Lamentável!!

O patrimônio público não está lá por causa de prefeito. Todos nós estamos aqui de passagem, só o que fica é o patrimônio. Precisamos cuidar dele.

Os vereadores deveriam ao arquitetar aumento dos impostos pelas costas do povo, adotar ou criar um nova legislação para garantir uma melhor preservação dos bens culturais de nossa terra, para que o patrimônio público não desapareça e mantenha-se para que as gerações futuras conheçam o passado histórico do local.

O certo é que continua o descaso, ninguém se sensibiliza, não se mexe, não há nenhum esforço, os administradores não dão bons exemplos e desprezam a memória da nossa cidade. Isso é uma grande tragédia cultural, pois estamos perdendo nossa riqueza, nossa história está indo por água abaixo.

Conservar o bem público é mais que um ato de moral e social, é questão de respeito! Certa vez alguém disse que: “Se cuidar de mim hoje, amanhã estarei aqui por você”.


Texto escrito por Floriano Reis, um dos advogados mais respeitados na cidade de Coroatá. Ele sempre tem colaborado com o Coroatá Online nos enviando suas opiniões a respeito de vários assuntos e resolvemos abrir este espaço (coluna) para suas publicações. Nós o agradecemos por essa parceria!

Siga o Coroatá Online no Twitter e curta nossa página no facebook



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Apesar de estatísticas infundadas, por que os internautas insistem em divulgar os famosos "Fake News?"

2016 © Todos os Direitos Reservados