Maranhão

Governo do MA emite nota de pesar pela morte de líder quilombola

13 ABR 2017 | 23h21

O Governo do Estado do Maranhão, por meio das Secretarias de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e Extraordinária da Igualdade Racial (Seir), manifesta pesar pela trágica morte do líder quilombola Raimundo Silva, conhecido como Humbico, morador do quilombo Charco, em São Vicente Ferrer. O corpo foi transladado para a capital para a realização do exame cadavérico.

O Governo comunica que tomou todas as providências, através da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), para apurar o crime, tendo como norte o combate ao racismo e o extermínio do povo negro com políticas públicas de direitos humanos, igualdade racial e segurança pública.

Entenda o caso

Raimundo Silva foi morto com um tiro de espingarda, na quarta-feira (12). A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acompanha o caso. O corpo veio para São Luís para realização do exame cadavérico.

O crime aconteceu por volta das 7h30, mas o corpo só foi encontrado cinco horas depois. Raimundo saiu de casa para buscar a aposentadoria da mãe em outro povoado. Quando estava retornando ao Quilombo do Charco foi emboscado e alvejado com um tiro nas costas. O líder quilombola morreu no local.

O advogado Rafael Silva, integrante da Comissão de Direitos Humanos da OAB, revelou que o histórico de conflitos por terra na região é antigo. Em 2010, Flaviano Pinto Neto foi executado com sete tiros na cabeça. O caso teve repercussão nacional, teve inclusive outra liderança que ficou acompanhada pela Força Nacional durante um ano.



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Qual o tipo de conteúdo que mais te atrai em nosso site?

2016 © Todos os Direitos Reservados