Brasil

Miliciano do RJ ameaça PM após ser preso: "Você tem família"

06 FEV 2018 | 07h02

Wagner Evaristo da Silva Junior, o Junior Play, apontado pela polícia como um dos envolvidos na guerra entre milicianos e traficantes pelo controle das comunidades Bateau Mouche e Chacrinha, na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio, ameaçou o policial militar responsável por sua prisão. Segundo a decisão do juiz João Carlos de Souza Corrêa, da Central de Custódia, que converteu a prisão em flagrante em preventiva — sem prazo —, Wagner teria dito a frase “Olha o que você está fazendo, você tem família” para o PM após a prisão

Na decisão, também foi convertida em preventiva a prisão do soldado da Aeronáutica Patrick Santos da Silva Freire, sobrinho de Wagner. Na ocasião, os dois estavam dentro de um Jeep na Rua Cândido Benício, onde foram encontrados um carregador de fuzil, 37 munições .40, duas munições 5.56, duas munições 7.62 e cerca de R$ 8.700 em espécie, além de diversas quentinhas. Com Wagner, os PMs apreenderam uma pistola Glock, calibre .40, com 30 munições.

O magistrado, na decisão, sustentou que “o porte de arma de fogo é grave, crime que, normalmente, antecede a outros delitos com penas elevadas e que trazem instabilidade à ordem pública. Noutro giro, o custodiado Wagner apresenta perfil a práticas delitivas criminosas, na medida em que tem condenações em sua folha penal por furto e latrocínio consumado”.

A disputa entre traficantes e milicianos pelo controle das comunidades da Praça Seca durou todo o fim da última semana. Na sexta-feira, imagens de dezenas de milicianos, todos armados, entrando na comunidade Bateau Mouche circularam nas redes sociais.

Quatro pessoas foram baleadas durante os confrontos. Um homem foi atingido em frente a um supermercado e chegou a ser socorrido, mas morreu. Neste sábado, uma mulher de 39 anos foi baleada. Uma ambulância do quartel da Barra da Tijuca do Corpo de Bombeiros levou a vítima para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Taquara.

Na noite de sexta-feira, uma adolescente de 15 anos também foi atingida na região. Ela foi encaminhada para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra, onde foi operada e passa bem.

G1



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Apesar de estatísticas infundadas, por que os internautas insistem em divulgar os famosos "Fake News?"

2016 © Todos os Direitos Reservados