Coroatá

Oposição “falha” e sofre duro golpe na eleição para presidente da Câmara

Oposição “falha” e sofre duro golpe na eleição para presidente da Câmara

Alguns aliados do grupo Murad defendem a tese de que a vaidade política foi o fator determinante para a derrota da oposição


11/05/18 05:29 - Atualizado em 16/05/18 18:07

Amorver e o prefeito Luis Filho parabenizando Junior Buhatem (Imagem: Nadson Silva)

Nesta quinta-feira (10) a Câmara Municipal de Coroatá conheceu seu novo presidente para o biênio 2019/2020, Junior Buhatem (PMDB) foi eleito com 8 votos a 7, vencendo a outra chapa que tinha como candidato o vereador Zé Branco.

> Junior Buhatem é eleito novo presidente da Câmara de Coroatá

De um lado a comemoração da bancada governista que conseguiu, até com certa facilidade, convencer Junior Buhatem a deixar seu antigo grupo e fazer parte dos vereadores de situação. Do outro lado, os parlamentares de oposição que falharam desastrosamente. Talvez não chegaram a calcular o tamanho do prejuízo, afinal, além de perder a presidência e a maioria na Câmara, a oposição perdeu também um dos vereadores que mais se empenhavam em defender o grupo, sem falar que Buhatem é quem sempre estava à frente dos programas de notícias da TV Cidade.

Durante seu discurso, antes da eleição, Junior Buhatem disse ter se sentido magoado quando sustentou sua candidatura com seu antigo grupo e viu a ideia ser rejeitada. “Eu sempre defendi o grupo, há muito tempo lutei em prol deles e quando precisei viraram as costas”, disse.

Aproveitando o desejo de Buhatem em ser o presidente da Câmara, e o ‘racha’ da oposição, os vereadores de governo agiram rápido conquistando a maioria e a presidência.

Alguns aliados do grupo Murad defendem a tese de que a vaidade política foi o fator determinante para a derrota da oposição.

Vereadores de situação (Imagem: Nadson Silva)


Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Você acredita que, em 2019 a economia do País vai melhorar?

2016 © Todos os Direitos Reservados