Maranhão

Rafael Leitoa preside encontro que visa proteger o Rio Itapecuru

13 ABR 2018 | 14h24

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (12) à tarde, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável começou a debater o plano de mobilização para criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru. O presidente da Comissão e autor da solicitação, deputado Rafael Leitoa (PDT), conduziu os trabalhos, prestigiados pelos colegas de plenário, Bira do Pindaré (PSB) e Neto Evangelista (DEM), e pelo presidente da Caema, Carlos Rogério Araújo, e o promotor de Justiça do Meio Ambiente, Fernando Barreto.

Rafael Leitoa inicia as discussões na Audiência sobre implantação do Pré Comitê do Rio Itapecuru (Fonte: Jr Celedônio - Agência Assembleia)

No início, foram apresentados vídeos produzidos pela Consultoria Legislativa da Assembleia e Secretaria de Meio Ambiente do Estado (Sema), mostrando a situação do rio e o que está sendo feito, marcando o início do processo para, futuramente, se criar o Comitê, após três reuniões no interior do Estado. Todos mostraram preocupação em relação à degradação do rio e elogiaram a iniciativa tomada por Rafael Leitoa, em busca da criação do Comitê.

Rafael Leitoa fez uma avaliação positiva da audiência e explicou que esta marcou o início do debate em torno da instituição do Pré-Comitê da Bacia do Rio Itapecuru, mas ainda aguarda-se a manifestação do Conselho Estadual dos Recursos Hídricos sobre a criação do comitê. Ele disse que a comissão pretende realizar audiências em Itapecuru, Colinas e Rosário, porque o rio Itapecuru percorre 57 municípios com seus 1.500 km de extensão.

De acordo com o parlamentar, o Maranhão precisa aprender a gerenciar a abundância que são os recursos hídricos do Estado, como já acontece no Ceará. Todo o processo deverá ser finalizado nos próximos 60 dias, para que a proposta de criação do Pré-Comitê seja enviada ao Conselho Estadual de Recursos Hídricos.

Assunto importante

O deputado Bira do Pindaré elogiou a realização do evento e disse que a iniciativa demonstrou comprometimento com a causa, haja vista a importância e a necessidade de garantir a preservação do rio, pois que ele é importante para o abastecimento de água de São Luís e de vários outros municípios. Neto Evangelista foi outro parlamentar que destacou a importância do assunto e defendeu a criação do Comitê, para garantir que a população possa usufruir da água de forma consciente.

Várias autoridades e representantes da sociedade civil participaram da audiência pública, enfatizando a necessidade da criação do Comitê da Bacia do Rio Itapecuru. O promotor de Justiça e o presidente da Caema, por exemplo, lamentaram que o Comitê ainda não tenha sido criado. Eles se colocaram à disposição da Comissão, para ajudar no debate do tema, em busca da preservação e uso racional da água de um dos rios mais importantes para o Maranhão.

Via Agência Assembleia



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Apesar de estatísticas infundadas, por que os internautas insistem em divulgar os famosos "Fake News?"

2016 © Todos os Direitos Reservados