Coroatá

SINFA/MA emite nota de repúdio por ameaças a fiscal da AGED

SINFA/MA emite nota de repúdio por ameaças a fiscal da AGED

Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária do Maranhão (SINFA/MA) quer uma ação ação imediata da justiça


08/06/18 13:59 - Atualizado em 11/06/18 15:40

Sede do AGED em Coroatá

Um fiscal da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged-MA) foi ameaçado no município de Coroatá. Tudo porque, a pedido do Ministério Público, o servidor da Agência, o médico veterinário Márcio Pontes, promoveu uma fiscalização na cavalgada realizada no dia 3 de junho, o que provocou reações em alguns vaqueiros, algumas até em tom de intimidação.

Por conta do episódio, o Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária do Maranhão (SINFA/MA) emitiu uma nota de repúdio e cobrando uma ação imediata da justiça.

Nota de desagravo - SINFA/MA

A direção do Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária do Maranhão manifesta profundo repudio ao comportamento de supostos envolvidos na promoção de cavalgada em Coroatá. Os indivíduos ameaçaram o chefe local da unidade da Agencia Estadual de Defesa Agropecuária – AGED –, médico veterinário Márcio Pontes, de transferência imediata, para o que contariam com apoio parlamentar de deputado não identificado.

O indivíduo que se identificou como Renan Fortes, com o respaldo de um tal Eduardo Capitão do Mato, anunciou estar disposto a reunir máquinas pesadas e atacar o prédio onde funciona a representação da Agência, na sede do municípios, com os funcionários dentro, derrubando-o. Também garantiu que em 15 dias conseguiria a transferência do médico veterinário do comando da unidade e da cidade.

O ocorrido se originou na intenção do agente público e da equipe da autarquia de aplicar multa em alguns proprietários de animais participantes da cavalgada, por causa da constatação de irregularidades. A ação foi provocada pelo Ministério Público Estadual, o que significa terem os agressores confrontado o MP e o Governo do Estado.

O desafio representa afronta ao cumprimento do dever de servidores públicos. A divulgação de mensagens ameaçadoras em redes sociais e a manifestação presencial a grupos de pessoas de suas intenções agressivas são claro desafio aos poderes constituídos.

A direção do sindicato aguarda posição da AGED, mas já acionou a Assessoria Jurídica da representação sindical para as providências que o caso requer. Dirigentes e associados manifestaram solidariedade ao companheiro covardemente ameaçado.

São Luís, 7 de junho de 2018

Francisco Saraiva da Silva Júnior

Presidente do SINFA/MA

Ouça uma das ameaças divulgadas em grupos de whatsapp:



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Você acha que a seleção Brasileira vai ganhar a Copa do Mundo?

2016 © Todos os Direitos Reservados