Domingo, 24 de Outubro de 2021
(99) 98535-1531
Curiosidade Curiosidade

20 de março é o dia da felicidade

Não é o dinheiro que torna o povo feliz, são os que possuem uma qualidade de vida mais equilibrada, com boas condições de estudo, saúde, moradia e acesso a cultura e a bens comuns, com igualdade entre os seus cidadãos.

08/03/2019 15h06 Atualizada há 3 anos
Por: Redação

O minúsculo Butão, país asiático conhecido como a Terra do Dragão, propôs e os outros representantes legais dos países concordaram. A partir de 2013, o dia 20 de março foi considerado o dia da felicidade em todo o planeta, você sabia? Aposto que não.

A Assembléia Geral das Nações Unidas considera a busca pela felicidade um objetivo humano fundamental. Reconhece a necessidade de uma abordagem mais inclusiva, equitativa e equilibrada do crescimento econômico que promova o desenvolvimento sustentável, a erradicação da pobreza, a felicidade e o bem comum.

Esta seria, portanto, a definição de felicidade para a ONU. Então, qual seria o povo mais feliz do mundo? A Pesquisa World Happiness Report de 2018 reafirma os ideais das Nações Unidas e mostra claramente que os países mais desenvolvidos do mundo encabeçam a lista dos que possuem a população mais feliz.

Eis a lista do ano passado.

  • 1- Finlândia
  • 2- Noruega
  • 3- Dinamarca
  • 4- Islândia
  • 5- Suíça
  • 6- Holanda
  • 7- Canadá
  • 8- Nova Zelândia
  • 9- Suécia
  • 10- Austrália

Você concorda com o resultado? Quando pensa em felicidade, é nestes lugares que sua mente lhe remete? Isso varia com a perspectiva que você tem sobre o que é felicidade. Será que dinheiro e felicidade andam juntos ou é possível passar por dificuldades extremas e, mesmo assim, conseguir ser feliz?

Um dos fatores que contribuíram para um aumento na felicidade dos países da lista é o fato de receber imigrantes! Os moradores mudam seus olhares pro mundo, passam a dar mais valor ao que têm, começam a ajudar o seu semelhante e se sentem gratificados pela convivência com pessoas diferentes. Isso não é surpreendente?

O país que mais subiu no índice foi o Togo – pequeno país africano, multiétnico, que vive do porto que possui e da agricultura da cana de açúcar e do algodão – e o que mais caiu no índice, infelizmente, foi nosso vizinho, a Venezuela, que passa por uma gigantesca crise humanitária e está à beira de uma guerra civil.

Você deve estar olhando pra lista e sentindo falta dos países mais ricos do mundo. Estados Unidos, Alemanha, China, Japão, Reino Unidos, França. Por que nenhum deles está entre os povos mais felizes se são os que têm mais dinheiro e renda per capita?

A resposta é simples... Não é o dinheiro que torna o povo feliz, são os que possuem uma qualidade de vida mais equilibrada, com boas condições de estudo, saúde, moradia e acesso a cultura e a bens comuns, com igualdade entre os seus cidadãos. Um médico não tem uma vida muito mais abastada do que um motorista de ônibus.

Todos conseguem viver bem com suas profissões. São países capitalistas – todos na lista dos 10 mais – contudo, o estado garante aos seus cidadãos uma vida plena, sem injustiças sociais, sem fome, miséria, sem distinção salarial ou social entre homens e mulheres e valorizam o ser humano. Existem os milionários, mas não há miséria.

E o Brasil?

Será que o Brasil terá o que comemorar neste dia 20 de março? O país ficou na 28º colocação da lista de países mais felizes, atrás de México, Panamá, Costa Rica e Malta, dentre outros. Nossa felicidade foi subestimada ou a colocação é justa?

A alegria do povo é alienada? Os brasileiros costumam sorrir e superar os problemas insolúveis que o país apresenta. Ajuda a levar a vida com leveza. Mas basta precisar de um serviço público para se ver que ainda existe muita coisa a ser melhorada para que o país mereça subir no ranking.

A comemoração deverá ser com cobrança por melhorias!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.