Domingo, 24 de Outubro de 2021
(99) 98535-1531
SaudeIntensiva SaudeIntensiva

O que fazer quando a pressão está baixa (hipotensão)??

Tontura, sensação de desmaio e alterações da visão, como vista turva ou embaçada, são alguns dos sintomas da pressão baixa.

18/08/2021 13h34 Atualizada há 2 meses
Por: Redação
O que fazer quando a pressão está baixa (hipotensão)??

A pressão baixa, também conhecida cientificamente como hipotensão, pode ser identificada por meio de alguns sintomas como, por exemplo, tontura, sensação de desmaio e alterações da visão, como vista turva ou embaçada. Porém, a melhor forma de certificar que a pressão está baixa é através da medição da pressão arterial.

Assim, numa pessoa que tem pressão normal ou alta, mas que sofreu uma crise de pressão baixa deve-se:

  • 1. Deitar a pessoa, de preferência num local fresco e arejado;

  • 2. Afrouxar as roupas, especialmente em volta do pescoço;

  • 3. Levantar as pernas acima do nível do coração, mais ou menos a 45º do chão;

  • 4. Oferecer líquidos como água, café ou suco de fruta, quando a pessoa está recuperada, para ajudar a estabilizar a pressão.

Levantar as pernas permite que o sangue flua em direção ao coração e ao cérebro mais facilmente, aumentando a pressão. A pessoa deve permanecer nesta posição por alguns minutos até que os sintomas de pressão baixa diminuam.

Quando ir ao médico

Alguns sintomas que podem indicar que a pressão baixa é grave incluem confusão, pele muito pálida, respiração rápida, frequência cardíaca muito elevada ou perda da consciência.

Em pessoas completamente saudáveis que sempre tiveram uma pressão arterial inferior ao normal, o valor de pressão baixa não é um sinal de alarme, no entanto, caso surja de forma repentina em pessoas que têm pressão normalmente alta pode ser em efeito colateral do remédio para a pressão alta ou ser resultado de um problema de saúde como desidratação, reação alérgica, perda de sangue ou problemas cardíacos, por exemplo.

Sintomas de pressão baixa na gravidez

A pressão baixa é comum principalmente no início da gravidez, no entanto pode causar grande desconforto para a mulher e colocar o bebê em risco devido aos sintomas, que normalmente são:

  • Sensação de fraqueza, que pode resultar em queda;

  • Visão embaçada;

  • Tontura;

  • Dor de cabeça;

  • Sensação de desmaio.

Caso os sintomas de pressão baixa sejam frequentes durante a gravidez, é importante que a mulher consulte o seu obstetra para que possa ser recomendado o melhor tratamento para aliviar e evitar os sintomas.

Como evitar crises de pressão baixa

Para evitar crises de pressão baixa deve-se ter alguns cuidados como:

Tomar os remédios para pressão alta corretamente, de acordo com as orientações do médico e nunca em doses superiores à indicada;

  • Evitar locais muito quentes e fechados, sendo aconselhado usar roupas leves e fáceis de tirar;

  • Beber 1 a 2 litros de água por dia, a menos que o médico tenha dado outra orientação em relação à quantidade;

  • Fazer refeições pouco volumosas a cada 2 ou 3 horas e não sair de casa sem tomar o café da manhã;

  • Evitar fazer exercício físico de estômago vazio, ingerindo pelo menos um copo de suco antes de treinar;

  • Praticar atividade física regular para fortalecer os músculos dos braços e das pernas, pois ajuda o sangue a chegar mais facilmente ao coração e ao cérebro.

Normalmente, a pressão baixa é benigna e não traz graves consequências, mas a pessoa corre o risco de desmaiar e com a queda fraturar algum osso ou bater a cabeça, por exemplo, o que pode ser potencialmente grave. Por isso, caso se note alguma frequência nas quedas da pressão ou caso surjam outros sintomas como palpitações cardíacas recorrentes, aconselha-se uma consulta médica.

Até quarta que vem =D

Me segue nas redes sociais para mais dicas
Prof. Jairo Rocha – Enfermeiro Intensivista
Mestre e especialista em terapia intensiva
Instagram: @prof.jairorocha
Youtube: Prof. Jairo Rocha

Clique na imagem ou AQUI para tirar qualquer dúvida sobre os cursos

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Saúde Intensiva
Sobre Saúde Intensiva
Uma coluna escrita pelo Prof. Jairo Rocha – Enfermeiro Intensivista Mestre e especialista em terapia intensiva - Instagram: @prof.jairorocha