Terça, 07 de Dezembro de 2021
(99) 98535-1531
Coluna Saúde

Dor de garganta: O que você precisa saber

A dor de garganta é um sintoma comum a muitas condições e doenças. Normalmente, é provocada por uma inflamação que atinge a faringe (faringite), mas pode afetar também a laringe (laringite) ou as amídalas (amidalite).

03/11/2021 20h39
Por: Jairo Rocha
Foto reprodução
Foto reprodução

A dor de garganta pode ter origem infecciosa ou não infecciosa. No segundo caso, uso excessivo da voz, irritação a ar seco e fumaça, alergias, refluxo e até câncer podem estar por trás desse sintoma. E a provocada por vírus e bactérias, como diferenciar? Toda dor de garganta precisa de antibiótico? Descubra agora!

Durante o inverno é possível observar muitas pessoas se queixando de dor na garganta. Nessa época do ano é mais frequente o relato devido a diminuição de defesa do organismo no frio, pelo tempo seco e pela facilidade de propagação de vírus em ambientes fechados. A dor em si não é uma doença, e sim um sintoma de uma inflamação na amígdala e faringe, causado por vírus, bactérias ou até mesmo alergias.

A dor de garganta é um sintoma comum a muitas condições e doenças. Normalmente, é provocada por uma inflamação que atinge a faringe (faringite), mas pode afetar também a laringe (laringite) ou as amídalas (amidalite). Com frequência, a inflamação envolve faringe e amídalas simultaneamente, constituindo a chamada faringoamidalite.

Mas muitas outras condições podem provocar o problema. Outras causas incluem infecções bacterianas, alergias, refluxo, uso excessivo da voz e até secura na garganta, provocada por ar condicionado, tempo seco ou dormir de boca aberta.

Quais são os sintomas que aparecem na inflamação da garganta?

Dependendo da causa, os sintomas incluem:

  • Dor que geralmente piora ao engolir;
  • Sensação de garganta arranhada;
  • Dificuldade para engolir;
  • Inchaço na região;
  • Rouquidão;
  • Pus nas amídalas (geralmente relacionado a infecção bacteriana).

Quando a dor é relacionada a uma infecção, frequentemente há outros sintomas, como:

  • Tosse;
  • Dores no corpo;
  • Febre;
  • Dor de cabeça.

Tratamento da dor de garganta

O tratamento se baseia na causa. A dor causada por infecções virais simples, como resfriados, costuma regredir espontaneamente. Analgésicos, anti-inflamatórios e pastilhas podem ser usados para aliviar o incômodo. Quando o médico diagnostica uma infecção bacteriana, adicionam-se antibióticos.

Recomendações para evitar dor de garganta

  • Não fume. O cigarro é um dos agentes mais irritantes para a garganta, além de ser o maior fator de risco de câncer na região;
  • A hidratação ajuda a prevenir o problema. Tome pelo menos 2 litros de água por dia;
  • Evite ficar muito tempo exposto ao ar condicionado, pois ele deixa o ar seco e pode causar irritação;
  • Lave as mãos com frequência ou, quando não for possível, use álcool em gel, principalmente antes de comer e após tocar em superfícies como corrimãos e barras de apoio de transporte público. Essa medida simples previne a transmissão de uma série de infecções.

Perguntas frequentes sobre dor de garganta

Beber gelado pode causar dor de garganta?

Dependendo do quão grande é a variação de temperatura, o choque térmico pode irritar a região, mas esse não é um fator de risco relevante.

Própolis ajuda a aliviar dor de garganta?

Ainda não há estudos conclusivos, mas existem indícios de que o própolis tem propriedades antibacterianas e imunoestimulantes que podem ajudar. Se não ajudar, provavelmente não irá causar nenhum mal, mas fique sempre atento às condições mencionadas anteriormente que sugerem uma visita ao médico.

Dormir de boca aberta causa dor de garganta?

É uma causa possível, pois a secura torna a região vulnerável à irritação. Pelo mesmo motivo, ficar muito tempo exposto ao ar condicionado pode provocar o problema. Daí a importância de se manter sempre bem hidratado.

Curiosidade

Você sabia que problemas renais, febre reumática e endocardite  pode vir de uma dor de garganta mal tratada ou mal curada?

Atenção: Extremamente importante procurar o médico e fazer o tratamento correto.

Gostou desse artigo? Me segue nas redes sociais e se inscreve no canal do youtube para mais conteúdo desse tipo =D

Me segue nas redes sociais para mais dicas
Prof. Jairo Rocha – Enfermeiro Intensivista
Mestre e especialista em terapia intensiva
Instagram: @prof.jairorocha
Youtube: Prof. Jairo Rocha

Sigam Jairo Rocha no Youtube CLICANDO AQUI

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Saúde Intensiva
Sobre Saúde Intensiva
Uma coluna escrita pelo Prof. Jairo Rocha – Enfermeiro Intensivista Mestre e especialista em terapia intensiva - Instagram: @prof.jairorocha