Domingo, 26 de Junho de 2022
(99) 98535-1531
Negócios Negócios

Jeff Bezos, da Amazon, fica US$ 21 bilhões mais rico em um dia

Terceiro mais rico do planeta viu sua fortuna chegar a US$ 186 bilhões com alta de 15% nas ações da Amazon

05/02/2022 22h26
Por: Redação Fonte: Exame.com
Bezos se beneficou de resultados acima do esperado divulgados pela Amazon (Lindsey Wasson/Reuters)
Bezos se beneficou de resultados acima do esperado divulgados pela Amazon (Lindsey Wasson/Reuters)

A fortuna de Jeff Bezos, o fundador da varejista online Amazon, subiu às nuvens nesta sexta-feira. Literalmente. Após uma forte divulgação de resultados da Amazon, puxada pela computação em nuvem, as ações da companhia subiram 15% hoje, turbinando a fortuna de Bezos em US$ 21 bilhões. É mais que a fortuna do brasileiro mais rico, Jorge Paulo Lemann, do 3G, dono de US$ 15,8 bilhões.

Bezos é a terceira pessoa mais rica do planeta, com US$ 186 bilhões, segundo ranking em tempo real da Forbes. À frente dele estão Elon Musk, da Tesla, com US$ 240 bilhões, e Bernard Arnault, do conglomerado de luxo LVMH, com US$ 194 bilhões. MacKenzie Scott, ex-mulher de Bezos, é a 29ª colocada, com US$ 48 bilhões — graças à valorização da Amazon, ela ficou US$ 6,4 bilhões mais rica nesta sexta-feira.

Rankings em tempo real estão, claro, sujeitos a variações extremas em pregões de grande volatilidade. Mark Zuckerberg, controlador da Meta, a holding do Facebook, por exemplo, viu sua fortuna encolher US$ 30 bilhões de quarta para quinta-feira, após resultados decepcionantes de sua companhia — e após, também, um ataque de sinceridade do empresário ao afirmar que seus clientes estavam migrando para plataformas com o TikTok.

Zuckerberg tem US$ 86 bilhões e aparece em 12º lugar na lista da Forbes. Eduardo Saverin, ex-executivo do Facebook e um dos brasileiros mais bem posicionados no ranking, também teve uma semana difícil com a queda nas ações da Meta, mas ainda tem fortuna estimada em US$ 13,5 bilhões.

Bezos, por sua vez, se beneficou de resultados acima do esperado divulgados pela Amazon, que bateu recorde diário nos EUA e valorizou US$ 190 bilhões em valor de mercado. O lucro líquido da companhia quase dobrou em relação a um ano antes, para US$ 14 bilhões. A receita da AWS, a unidade de computação em nuvem, cresceu 33%, mostrando a resiliência da companhia num momento de crescente instabilidade para os negócios de tecnologia.

O renovado entusiamo com a Amazon pode fazer com que Bezos supere seu recorde pessoal na lista da Forbes. Em novembro, quando a empresa teve recorde de valor de mercado, a fortuna de seu fundador ultrapassou os US$ 200 bilhões.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.