Domingo, 29 de Maio de 2022
(99) 98535-1531
Coluna Dicas de leitura

Gênero literário - suspense e mistério; por Lidiane Lobão

Como sabem estamos numa trajetória pelo mundo da literatura. Nesse mês os gêneros literários ganham foco aqui na página.

21/04/2022 15h56 Atualizada há 1 mês
Por: Lidiane Lobão

Olá leitores!

Como sabem estamos numa trajetória pelo mundo da literatura. Nesse mês os gêneros literários ganham foco aqui na página. 

Hoje estamos aqui para conversar sobre Suspense e Mistério. 

Se pararmos para refletir, todo livro que envolve um crime ou mistério é repleto de suspense!

“O Suspense envolve uma sensação de hesitação ou impaciência diante dos desdobramentos de certo evento. Este recurso está normalmente ligado à impressão do leitor durante a leitura de uma narrativa que envolve elementos dramáticos.”

Todo livro de suspense e mistério tem a facilidade de envolver o leitor.

Livros como os de Agatha Christie por exemplo, que são do gênero suspense – precisamente do subgênero suspense policial. A estrutura narrativa clássica dos livros dessa autora aborda um crime ou uma sequência de crimes, narrados a partir do ponto de vista do detetive.

Outro elemento importante nos livros de Christie é o acontecimento inesperado, seja no início, meio ou fim da narrativa. O leitor deve reunir as pistas para tentar compreender a totalidade dos fatos, relevada apenas no final da história.

Como diria o detetive mais famoso do mundo, Sherlock Holmes, “É elementar, meu caro Watson”. 

Esse tipo de história é construída para manter a adrenalina do leitor sempre em alta. Um dos fatores mais significativos na criação de um suspense é a sua fragmentação, assim como num quebra cabeça e sua determinada vontade de encaixar as peças, e descobri o que vem depois. 

O leitor busca a lógica dos acontecimentos.

O leitor tem a intensa vontade de encaixar as peças, e a grande curiosidade pelo final.

O raciocínio do leitor não se satisfaz com meios fatos, meias verdades, imagens incompletas. A ânsia de conhecer o todo gera uma inquietação, mescla de curiosidade, insatisfação e medo. Só conseguimos fechar o livro depois do quebra-cabeça montado. 

Quem já leu um bom suspense, consegue identificar tal semelhança.

É bem assim não acham?

Mas não estamos contribuindo para que crianças e jovens sejam agressivos com tanto romance policial, mistério, assassinato e suspense?

Muito pelo contrário. Esse tipo de história, além de exercitar o raciocínio, ao tentar encontrar uma lógica para cada nova pista, por exemplo, também possibilita que a atmosfera criada pelo escritor apresente não só os medos dos personagens, mas também os medos do leitor. Ao juntar esse famoso quebra cabeça você já levou sua mente a captar todas as pistas, todas as possibilidades, levou seus pensamentos a trabalharem de forma inteligente para chegar a lógica da história e ao desdobramento dos fatos. 

Resumindo, um bom suspense ajuda seu cérebro a trabalhar. 

Livros como:

  • Encontro com a Morte — de Agatha Christie
  • A Mão Misteriosa —  de Agatha Christie
  • O cão dos Baskervilles  — de Sherlock Holmes
  • Jantar secreto — Raphael Montes

Fica a dica.

Como esperado vou deixar aqui a resenha de um dos livros de Agatha Christie, que até hoje é conhecida como a rainha do crime, por causa de seu extenso volume de livros envolvendo suspense, mistério e assassinato. Até hoje é uma das autoras mais consagradas do gênero. 

Resenha do livro Encontro com a Morte.

Você entende que ela deve ser assassinada, não entende?

Tudo começa com essa pergunta. E é bem aí que Hercule Poirot vai iniciar mais uma investigação para desvendar um assassinato. 

O crime parece perseguir Hercule Poirot: onde quer que o grande detetive se encontre, ali será cometido um assassinato. É o que acontece novamente enquanto ele está de férias no Oriente. Desta vez, a vítima é a senhora Boyton, uma mulher repulsiva e perversa, ex-vigia de uma prisão feminina. Os principais suspeitos são seus próprios filhos, que viveram submetidos à tirania da mãe. Mesmo sem nutrir qualquer simpatia pela morta, Poirot não admite que alguém queira fazer justiça com as próprias mãos, e decide cumprir seu dever. Assim, depois de uma investigação minuciosa e angustiada, ele descobre e revela, para assombro de todos, a insuspeitada identidade do assassino.

Nessa intrigante história você irá se confrontar com o laço de família, onde os integrantes são ligados por uma estranha conexão (ou seria escravidão?).  Por amores secretos, e pelo frio e mal desejo humano em busca de satisfação própria.

Gostou de saber um pouco mais sobre esse gênero?

Continuei acompanhando a página para mais dicas sobre literatura.

Lidiane Lobão

Intagram: @lidianelobao

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Formando Leitores
Sobre Formando Leitores
Me chamo Lidiane Lobão, tenho 36 anos, sou escritora, tenhos dois livros publicados no gênero ficção científica. Sou estudante de Letras/ Português e membra da Academia de letras em Coroatá (ALAC). Venho aqui compartilhar nesta coluna minhas experiências literárias, informando sobre o mundo fantástico da literatura brasileira, e ajudando a incentivar nossas crianças e jovens a mergulhar nesse universo maravilhoso dos livros.