22°C 33°C
Coroatá, MA
Publicidade

Dentistas: 7 diferentes tipos de radiografia odontológica já existentes

Descoberto em 1895, o raio-x revolucionou a saúde ao permitir exames de estruturas ósseas, como os dentes e estruturas adjacentes

21/04/2023 às 00h02
Por: Redação
Compartilhe:
(crédito: divulgação)
(crédito: divulgação)

Você sabia que o raio-x foi descoberto de forma acidental? Atualmente se investe muito em pesquisa e desenvolvimento de equipamentos nas mais diversas áreas, mas, no passado, era comum que novos aparelhos fossem descobertos de forma acidental. Um exemplo disso é o raio-x.

Continua após a publicidade

Foi em 1895 que o cientista alemão Wilhelm Conrad Rontgen fez a descoberta. Wilhelm estava trabalhando com tubos catódicos (tubos que emitem feixes de elétrons) e percebeu que um pedaço de papel recoberto de material fluorescente permanecia brilhando mesmo quando era fechado por algo mais denso que o papel, como uma caixa de papelão. Com isso, ele percebeu que os tubos produziam um tipo de radiação penetrante, o que ele decidiu chamar de “raios-x”.

A partir desse ponto, seus estudos levaram à compreensão de que certos tipos de radiação poderiam penetrar tecidos moles, como a pele humana, mas eram bloqueados por tecidos densos, como os ossos. Ele percebeu que poderia capturar imagens da estrutura óssea colocando uma placa fotográfica atrás do paciente, e foi nesse momento que o mundo pôde ver a primeira imagem de uma estrutura óssea.

Hoje em dia, é praticamente impossível imaginar o mundo sem os exames de raio-x. Embora existam exames de imagens mais modernos, como a ressonância magnética, por exemplo, o raio-x ainda é amplamente utilizado em diversas áreas da saúde, inclusive em consultórios odontológicos.

Continua após a publicidade

Veja alguns tipos de radiografias odontológicas existentes:

  • 1. Radiografia periapical: Capaz de mostrar toda a estrutura do dente, da coroa até a raiz;
  • 2. Radiografia interproximal: Mostra a coroa e a coroa interproximal do dente;
  • 3. Radiografia oclusal: Dá ao dentista uma visão geral da arcada dentária;
  • 4. Radiografia panorâmica: Mostra toda a estrutura óssea da boca e inclui, além da arcada dentária, os maxilares e a mandíbula;
  • 5. Radiografia de mordida completa: Esse exame é capaz de mostrar a arcada inferior e superior em uma única imagem;
  • 6. Radiografia retroalveolar: Mostra toda a estrutura óssea presente na raiz do dente;

7. Tomografia computadorizada: A tomografia é um exame com aparelho um pouco mais sofisticado que o raio-x, mas que funciona a partir do mesmo princípio. Esse exame permite ao dentista avaliar em imagens 3D (tridimensionais) toda a estrutura óssea da boca do paciente. É bastante útil para planejar procedimentos com implantes e cirurgias ortognáticas, por exemplo.

Para que seja realizado um bom exame, existem também outros elementos importantíssimos, como o sensor para radiografia digital. Esse dispositivo permite a captura das imagens radiográficas sem a necessidade de se utilizar o filme radiográfico tradicional, o que permite que sejam criadas imagens aprimoradas dos dentes por computação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Coroatá, MA
22°
Parcialmente nublado

Mín. 22° Máx. 33°

23° Sensação
1.08km/h Vento
98% Umidade
53% (0.16mm) Chance de chuva
05h55 Nascer do sol
05h50 Pôr do sol
Qua 32° 22°
Qui 33° 22°
Sex 32° 23°
Sáb 33° 22°
Dom 32° 23°
Atualizado às 05h02
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 +0,01%
Euro
R$ 5,54 +0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,77%
Bitcoin
R$ 383,909,98 +2,45%
Ibovespa
127,750,92 pts -0.31%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade