22°C 33°C
Coroatá, MA
Publicidade

Advogado que agrediu mulher no Sudoeste é condenado à prisão

O homem foi condenado por agredir a vítima, que também é advogada, no Sudoeste. Ele também foi condenado por ameaçar de morte o presidente do Tribunal de Ética da OAB

28/04/2024 às 17h52 Atualizada em 28/04/2024 às 18h00
Por: Redação Fonte: Correio Braziliense
Compartilhe:
Advogado que agrediu mulher no Sudoeste é condenado a quatro meses de detenção - (crédito: Material cedido ao Correio)
Advogado que agrediu mulher no Sudoeste é condenado a quatro meses de detenção - (crédito: Material cedido ao Correio)

O 1º Juizado Especial Criminal de Brasília condenou o advogado Cledmylson Lhayr Feydit Ferreira por ter agredido uma mulher, após ser repreendido por andar com um cão sem guia e coleira, no Sudoeste. O caso ocorreu em março do ano passado e repercutiu nacionalmente.

Continua após a publicidade

A juíza Elisabeth Cristina Amarante fixou pena de quatro meses de detenção, em regime aberto. Na sentença, proferida na quinta-feira (25/4), a magistrada enquadrou o episódio no artigo 129, do Código Penal, que prevê o crime de lesão corporal. Para a juíza, comprovou-se na denúncia do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) que o acusado agrediu a vítima, no momento em que ela estava tentando recuperar o aparelho celular.

  • Canal do whatsapp: receba as notícias em primeira mão. Clique aqui!

No entanto, a juíza afastou a possibilidade de condenar o advogado por outros crimes descritos no mesmo artigo, isso porque não houve existência de lesões aparentes na vítima, como hematomas.

Continua após a publicidade

Na decisão, Cledmylson foi absolvido da acusação do MP de ele ter deixado de cuidar do cachorro, que supostamente teria atacado a vítima e o animal dela. A magistrada considerou que “na ocasião dos fatos, não houve um efetivo ataque do cachorro do acusado, nem à vítima, nem a seu cão, que pudesse aferir a periculosidade do animal”.

O advogado também não terá que pagar indenização à mulher, já que existe um outro processo correndo na Justiça do DF onde a vítima pleiteia R$ 300 mil em danos morais. O Correio procurou Cledmylson, que faz a própria defesa no processo, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Fique por dentro do que acontece em Coroatá, região e muito mais. Siga o perfil do Coroatá Online no Instagram.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Coroatá, MA
22°
Parcialmente nublado

Mín. 22° Máx. 33°

23° Sensação
1.08km/h Vento
98% Umidade
53% (0.16mm) Chance de chuva
05h55 Nascer do sol
05h50 Pôr do sol
Qua 32° 22°
Qui 33° 22°
Sex 32° 23°
Sáb 33° 22°
Dom 32° 23°
Atualizado às 05h02
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 +0,01%
Euro
R$ 5,54 +0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,77%
Bitcoin
R$ 383,999,43 +2,48%
Ibovespa
127,750,92 pts -0.31%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade