20°C 34°C
Coroatá, MA
Publicidade

Pastor preso na porta da igreja tinha envolvimento com facção criminosa

Os policiais federais descobriram que o sobrinho do pastor, identificado como Renato Castro, era o líder do esquema

03/06/2024 às 09h43
Por: Redação Fonte: Metropoles
Compartilhe:
Imagem: reprodução
Imagem: reprodução

Preso nesse sábado (1º) por envolvimento com a facção criminosa carioca Terceiro Comando Puro (TCP), o pastor Leonardo Belchior de Souza (foto em destaque), 44 anos, teve a família inteira capturada pela Polícia Federal (PF) na Operação Fim de Mundo — ação conjunta da PF e do Ministério Público Estadual contra o tráfico de drogas e armas nas comunidades de Acari, na zona norte do Rio, e Vila Aliança, na Zona Oeste.

Continua após a publicidade
  • Canal do whatsapp: receba as notícias em primeira mão. Clique aqui!

Os policiais federais descobriram que o sobrinho do pastor, identificado como Renato Castro, era o líder do esquema, encarregado de coordenar a distribuição de armamentos e entorpecentes de Santa Catarina para o Rio de Janeiro.

Além dele, sua mãe, Dalva de Castro Belchior, seus irmãos Rodrigo Castro, Rayane de Castro Caetano e Thaylany de Castro Belchior, e um tio, Leonardo Belchior de Souza, foram denunciados pelo MP. A esposa de Renato, Estela Lira Gonçalves, o cunhado Philipe da Silva Vasconcelos e a cunhada Vanessa Silva dos Santos também estão envolvidos.

Os investigadores também apontaram que duas ex-companheiras de Renato, Ariany Pereira Paranhos e Jessica Lima Pessoa, participaram da organização criminosa.

Continua após a publicidade

Segundo as apurações, os irmãos Rodrigo, Renato, Rayane e Thaylany, juntamente com a mãe Dalva, ficavam em Acari, fornecendo armas e drogas para as comunidades de Vila Aliança.

Posteriormente, mudaram-se para Balneário Camboriú, onde compraram uma propriedade de alto padrão. Renato movimentou milhões de reais em sua conta bancária, principalmente com depósitos em espécie.

Outro grupo, composto por Edivaldo Freitas Portugal, Edinho Portugal e João André de Souza, este último conhecido como João do Gelo, também é investigado pela PF. Ao todo, 11 suspeitos foram detidos durante a operação. A Justiça mandou bloquear cerca de R$ 25 milhões em bens dos envolvidos.

Continua após a publicidade

Para acompanhar os desdobramentos deste caso e outras notícias, continue acessando nosso site.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Coroatá, MA
33°
Tempo nublado

Mín. 20° Máx. 34°

33° Sensação
2.65km/h Vento
36% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h02 Nascer do sol
05h55 Pôr do sol
Seg 32° 22°
Ter 35° 22°
Qua 33° 21°
Qui 34° 21°
Sex 33° 22°
Atualizado às 13h02
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 368,804,59 +0,29%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade