Domingo, 26 de Junho de 2022
(99) 98535-1531
Cidades Cidades

Taxista fura blitz e provoca tensa perseguição em Timon; vídeo

15/09/2017 03h38 Atualizada há 5 anos
Por: Redação

Um taxista de Teresina furou uma blitz e quase atropelou cinco pessoas nesta quarta-feira (13). Após desrespeitar a barreira policial, o motorista foi perseguido por cerca de 3 km e só parou quando o pneu do veículo foi atingido por um tiro efetuado pela Polícia Militar. Com isso, o motorista ‘fujão’ perdeu o controle do veículo e bateu em um poste.

A blitz foi montada na saída da Ponte José Sarney, que liga Teresina à Timon. A Polícia Militar da cidade identificou o taxista como Roberto Correia da Silva, 42 anos. O táxi também era de Teresina

Na fuga, duas crianças e um mototaxista por pouco também não foram atropelados. A perseguição foi registrada por câmeras de segurança. Nas imagens é possível perceber o táxi em alta velocidade sendo perseguido por PMs em motocicletas.

Mesmo colocando em risco a vida de várias pessoas, o taxista só parou quando o veículo foi atingido com um tiro. A capitã conta ainda que ele tentou fugir e teve que ser imobilizado.

“Os policiais efetuaram os disparos e conseguiram acertar no pneu. Ele se descontrolou e bateu no poste. Mesmo assim, ainda tentou se evadir e teve que ser imobilizado”, acrescenta a capitã Ibiapina.

A Polícia Militar informou que o taxista estava com o documento do veículo atrasado desde 2013 e a CNH desde abril deste ano. No veículo foi encontrada uma faca.

“Pensamos que ele fosse foragido ou se tratasse de algo mais grave. Contudo, constatamos apenas documentação atrasada. Ele não tinha sinais de embriaguez e permaneceu calado”, complementa a militar.

Roberto foi encaminhado a uma Unidade de Pronto Atendimento com escoriações leves e, em seguida, para a Central de Flagrantes de Teresina.

Ele deve responder por direção perigosa, documentação atrasada e por transpor bloqueio de área policial.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.