Coroatá

Alunos Coroataenses na Olimpíada Brasileira de Robótica

Alunos Coroataenses na Olimpíada Brasileira de Robótica

A etapa nacional da competição foi realizada em João Pessoa.


12/11/18 01:02 - Atualizado em 15/11/18 16:02

Com os trabalhos iniciados pelo IEMA no ano de 2017, através de uma disciplina pedagógica e eletiva denominada Robótica Educacional na Unidade Plena de Coroatá, Maranhão, para os alunos do instituto os primeiros resultados começam a aparecer. As competições tornam o nosso conhecimento um aprendizado a mais, revela Matheus Fernandes do Curso Técnico de Agricultura Orgânica. Aprender por desafio é a metodologia aplicada na robótica educacional, destaca o coordenador de Robótica do IEMA, da UP de Coroatá – Maranhão, Prof. Wilfred Batista. Por conta disso, os nossos alunos embarcaram no último dia 05 de Novembro para João Pessoa, para participarem da maior competição de Robótica da América Latina, a Olimpíada Brasileira de Robótica de 2018, evento onde instituições do Brasil envolvidas nas rodadas da competição buscando assegurar a classificação para a etapa internacional a ser realizada em Julho de 2019, na Coréia do Sul.

Vale ressaltar que a competição é nacional, mas já somos vitoriosos, pois representamos o nosso estado do Maranhão, tendo assegurado a nossa classificação em Agosto de 2018, competindo com quase 120 equipes de nosso estado. Aprendemos à lógica e a estrutura de programação em blocos matemáticos e proposições matemáticas, inserindo de forma prática e lógica de programação que aprendemos em nosso curso técnico de informática, indagou Jonathan Felipe. O desafio maior é construir um robô que seja capaz de vencer os obstáculos da arena da competição, sendo capaz de desviar dos obstáculos, seguir as orientações das fitas de cores (segue linha) e entrar na arena de salvamento para promover os resgates, ressaltou Lucas Bezerra.

O mais gratificante é aprender por desafios e compartilhar os nossos saberes com as mais diversas equipes, construirmos redes de amizade e companheirismo, como também alinharmos uma metodologia exitosa de nosso instituto o “Protagonismo”. Tendo em vista que somos questionados durante a competição, através da entrevista da equipe como estamos integrando a teoria e prática da robótica com as equipes e como a solidariedade está presente em nossa equipe, citou Luiz David, do curso de Agricultura Orgânica.

Estamos na expectativa de resultados e acreditamos que nossa cidade de Coroatá estará na torcida em reconhecer os nossos esforços. E gostaríamos aqui de aproveitar e agradecer ao nosso Reitor Jonathan Almada, Prof. Fábio Costa, aos Gestores Arly Gonçalves e Francisco Macedo e ao nosso Professor Wilfred Batista e demais professores e servidores de nossa unidade pelo apoio e contribuições na realização de nossa participação na competição contribuindo nesta etapa de aprendizagem e conhecimento.



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Você acredita que, em 2019 a economia do País vai melhorar?

2016 © Todos os Direitos Reservados