Maranhão

Apesar de alta na pandemia, Flávio Dino descarta novo lockdown no Maranhão

Apesar de alta na pandemia, Flávio Dino descarta novo lockdown no Maranhão

Defensores públicos fizeram pedido para adoção lockdown no estado. Taxa de ocupação de leitos passou de 80%.


03/02/21 13:50 - Atualizado em 08/02/21 15:01

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) se manifestou nessa terça-feira (2) sobre o pedido feito por três defensores públicos para a adoção do lockdown no Maranhão, pelo prazo mínimo de 14 dias. Na publicação, ele descartou a imposição de um novo lockdown no estado.

“Constatamos crescimento de casos. Definimos medidas relativas a ampliação de leitos e outras providências. Mas, sublinho, não cogitamos de novo Lockdown, neste momento”, afirma Flávio Dino.

A petição é resultado do aumento do número de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid, que ultrapassam os 80%, segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos) também se manifestou nas redes sociais, afirmando que não há nenhum estudo ou planejamento de lockdown na cidade.

“São Luís tem avançado no enfrentamento à Covid-19 com a campanha de vacinação e com o reforço da necessidade do cumprimento das medidas sanitárias. No momento, não há nenhum estudo ou planejamento de lockdown na cidade”, diz Eduardo Braide.

A assessoria de comunicação da Defensoria Pública do Estado (DPE-MA) afirmou que a decisão foi individual dos três defensores e que não houve conhecimento prévio da direção-geral do órgão. A DPE reforçou que está em diálogo para entender o cenário do pedido feito pelos defensores.



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Em um ano atípico, o carnaval 2021 vai fazer falta?

2016 © Todos os Direitos Reservados