Coroatá

Câmara aprova indicação de RibaMaia que busca reduzir taxa de iluminação pública

Câmara aprova indicação de RibaMaia que busca reduzir taxa de iluminação pública

A aprovação na Câmara é o primeiro passo para uma possível diminuição da taxa, alvo de inúmeras críticas.


04/11/19 02:04 - Atualizado em 04/11/19 02:06

Vereador Riba Maia (Imagem: reprodução)

O jovem RibaMaia teve recentemente a oportunidade de retornar à Câmara Municipal de Coroatá depois que o colega Josean Veras resolveu pedir afastamento do cargo. Considerado polêmico, Maia tem aproveitado o tempo para ouvir o que a população tem reivindicado, e foi de um desses pedidos que ele resolveu levar a proposta para que a atual gestão repense na taxa de iluminação pública, diminuindo o valor que é considerado alto, ou mesmo propondo uma nova lei.

“Aprovamos na Câmara de Municipal INDICAÇÃO de nossa AUTORIA N° 078/2019, que trata da iluminação pública. O POVO há tempos vem reclamando dá altíssima taxa após os vereadores aliados do governo aprovarem em dezembro de 2017 um projeto aumentando as taxas. Fizemos nossa parte, indicação aprovada, agora vamos aguardar que o prefeito FAÇA A PARTE DELE e, encaminhe um novo projeto com taxas menores para NOSSO POVO”, escreveu RibaMaia em sua rede social.

A aprovação na Câmara é o primeiro passo para uma possível diminuição da taxa, alvo de inúmeras críticas, principalmente nas redes sociais.

O portal Coroatá Online vem acompanhando esse projeto desde o seu início, aprovado de forma rápida e sem qualquer cobertura da imprensa. Já havíamos alertado sobre os valores que seriam cobrados após a aprovação da lei. Com base em análise, feita por tabelas propostas no projeto, uma residência ‘comum’ pagaria até R$ 35,20 a mais na conta de energia. Mas a realidade é que consumidores que antes pagavam R$ 5,00 passaram a pagam R$ 17,35, R$ 40,70 e teve quem revelou está pagando R$ 52,00 só de taxa de iluminação.

A população espera que os valores de fato possam ser revistos e que a taxa de iluminação volte a ser o que era antes, ou que não continue como a que está hoje, e principalmente, que o valor arrecadado possa ser retornado em investimentos para a sociedade.



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Você é a favor ou contra a reforma da previdência?

2016 © Todos os Direitos Reservados