Saúde

Chegam a 80 as mortes por coronavírus na China

Chegam a 80 as mortes por coronavírus na China

Casos já são 2.744. Segundo ministro, vírus pode se espalhar antes mesmo do aparecimento de sintomas; governo chinês estendeu recesso escolar e proibiu venda de animais silvestres para tentar conter contágio.


27/01/20 02:56 - Atualizado em 27/01/20 02:57

Médicos ajudam paciente a sair de uma ambulância em Euhan, na província de Hubei, na China, no domingo (26) — Foto: Chinatopix via AP

Subiu para 80 o número de mortos por coronavírus na China, segundo as autoridades locais. Neste domingo (26), foram relatadas mais 24 mortes na província de Hubei, onde fica a cidade de Wuhan - local mais afetado.

O país anunciou ainda que chegou a 2.761 casos, sendo 2.744 na China e 17 nos territórios de Hong Kong, Macau e Taiwan.

Também neste domingo, o ministro da Comissão Nacional de Saúde da China, Ma Xiaowei, disse que o novo coronavírus pode se espalhar antes mesmo do aparecimento de sintomas.

Segundo a Reuters, afirmou ainda durante a coletiva que a capacidade de transmissão do coronavírus está se fortalecendo e reforçou as ações de contenção, que até agora incluem restrições de transporte e viagens e o cancelamento de grandes eventos, serão intensificados.

Ma disse também que o período de incubação do coronavírus pode variar de um a 14 dias, e que o vírus é infeccioso durante a incubação, o que não foi o caso da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), um coronavírus que se originou na China e matou quase 800 pessoas globalmente em 2002 e 2003.

Como medida de prevenção do surto, o governo chinês anunciou que vai estender o recesso de Ano Novo até o dia 2 de fevereiro em todas
as escolas do país.

Ainda neste domingo, a China anunciou uma proibição nacional da venda de animais silvestres em mercados, restaurantes e plataformas de comércio eletrônico. Acredita-se que o vírus tenha se originado no final do ano passado em um mercado na cidade chinesa de Wuhan, que vendia ilegalmente animais selvagens.

Enquanto isso, os Estados Unidos confirmaram mais três casos da doença, chegando agora a cinco. Segundo o Departamento de Saúde Pública, as pessoas retornaram de viagens a Wuhan e, ao apresentar sintomas, foram a hospitais - duas na Califórnia e uma no Arizona - onde estão recebendo tratamento. Seus nomes e localizações exatas não foram divulgados. Os dois primeiros casos tinham sido registrados em Washington e Illinois.



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

As Redes Sociais estão servindo como canal de desavenças políticas?

2016 © Todos os Direitos Reservados