Brasil

Empresas de cassino devem vir para o Brasil em 2020

Empresas de cassino devem vir para o Brasil em 2020

Depois de uma série de medidas, para tentar aquecer a economia, o governo de Jair Bolsonaro vê com bons olhos a liberação dos jogos de azar em território nacional já em 2020.


15/01/20 00:19 - Atualizado em 15/01/20 00:26

No ano de 2019, o governo do presidente Jair Bolsonaro tentou, de todos os modos, aquecer a economia. Foram investimentos, liberação de contas inativas do FGTS, novo modo de saque do FGTS e uma série de manobras e tentativas, no entanto, parece o resultado não foi bem o esperado.

Uma alternativa que é estudada de longa data deve estar em pauta em 2020, é a liberação dos jogos de azar em resorts e hotéis em todo território nacional, para alavancar de uma vez por todas e economia.

Oportunidades criadas pelos cassinos

Com a liberação dos cassinos e jogos de azar em resorts e hotéis, a economia receberia um impulso momentâneo e também com reflexos a longo prazo, devido a uma série de oportunidades que seriam criadas.

De imediato, além das novas oportunidades de empregos que seriam criadas, diversas empresas no ramo de construção, arquitetura, segurança e gerenciamento, sofreriam impactos positivos com a implementação dos cassinos.

Já a longo prazo, existem uma série de possibilidades criadas pelo turismo, que os jogos poderiam oferecer, como a criação de novas vagas de empregos e até mesmo o comércio local que seria movimentado devido à grande procura de turistas e do capital estrangeiro que chegaria ao país.

Capital de investimento para os cassinos

Como os jogos de azar estão proibidos no Brasil, desde 1946, quando o então presidente Eurico Gaspar Dutra vetou a modalidade devido a uma posição religiosa, sob a alegação de que o jogo é degradante para o ser humano, não existem empresas nacionais neste setor.

No entanto, empresas estrangeiras já demonstraram interesse em investir capital na construção das casas de jogos no país, como a corporação Vera e John, que atualmente só atende o território nacional de maneira online.

A Vera e John é confiável e trata-se de uma empresa sediada em Malta, que foi criada com a intenção de atender o mercado escandinavo no ramo de apostas, mas já demonstrou interesse no público brasileiro e acompanha de perto as questões relacionadas a liberação dos jogos no país.

Interesse econômico nos cassinos

Além do aquecimento econômico, que a liberação do jogo criaria na economia, o governo também possui interesse nesta questão por conta do dinheiro que a máquina pública arrecadaria com a modalidade.

Com o investimento de empresas multinacionais, o governo também se beneficiaria com a arrecadação de impostos sobre a modalidade e teria vantagem, devido ao atrativo turístico, que impactaria diretamente no número de capital estrangeiro em território nacional.

Infelizmente a liberação dos jogos físicos encontra alguns empecilhos, que são exatamente os mesmo que culminaram na sua proibição, os dogmas religiosos. Por mais que o Brasil seja um estado laico, essa verdade não se aplica totalmente a política.

Muitos integrantes da chamada “bancada religiosa” são contra a liberação dos jogos, mas em contrapartida, não lutam para a proibição de outras modalidades condenadas, como vício pelos mesmo dogmas religiosos. Só nos resta aguardar e torcer para que o bem do estado e da população seja pensado antes de qualquer critério religioso.



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Você é a favor ou contra o isolamento social para combater o novo coronavírus?

2016 © Todos os Direitos Reservados