Internet

Mais um: youtuber Everson Zoio assume estupro e sofre consequências

Mais um: youtuber Everson Zoio assume estupro e sofre consequências

Exposto em um vídeo, Everson fala com amigos em tom de brincadeira como invadiu o corpo de sua ex-namorada enquanto ela dormia.


30/07/18 16:36 - Atualizado em 02/08/18 17:09

A internet é um terreno fértil para a criação de conteúdo. Nela, jovens desconhecidos de cidades do interior como Everson Zoio têm a chance de se tornarem estrelas. Nascido em Extrema, o youtuber ganhou fama (e likes) por realizar desafios malucos. Com vídeos em que ele queima o braço, joga uma marreta no pé e trolla os membros de sua família, o creator atingiu milhões de seguidores.

Publicidade

Contudo, diante de um cenário que não curte mais machismo e racismo, o produtor de conteúdo vê a sua base de fãs reclamarem de sua atitude. De modo semelhante ao que ocorreu com Cocielo e Cauê Moura, o influenciador teve postagens antigas em que ele assume estupros revistos e a reação não poderia ser outra.

Exposto em um vídeo, Everson fala com amigos em tom de brincadeira como invadiu o corpo de sua ex-namorada enquanto ela dormia. Sem problematizar as suas atitudes, o comunicador ri da sua situação e leva tudo em tom de deboche. Confira abaixo o trecho em que ele assume o que fez em vídeo compartilhado pelo usuário txnriq:

Após o conteúdo vazar, o youtuber foi alvo de diversas críticas de usuários e veículos de comunicação. Preocupado e, incrivelmente, surpreso com a repercussão, ele publicou um vídeo em que ele diz sobre o que aconteceu. Não pede desculpas e diz que toda aquela história foi inventada. Veja a retratação:

Sem êxito, Everson não consegue que a internet acredite em sua réplica e diversas pessoas se manifestam contra ele. Diante da crise de imagem, uma de suas patrocinadoras, a marca de bebidas alcoolicas, Blue Sweet se posiciona e diz que “REPUDIA toda e qualquer forma de violência contra a mulher. Comunicamos que está SUSPENSO, POR TEMPO INDETERMINADO”. Acompanhe a nota completa:

Procurada, a sua outra empresa parceira, a companhia de energéticos Ultra não se pronunciou até o momento.

Fonte: AD News



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Você acredita que, em 2019 a economia do País vai melhorar?

2016 © Todos os Direitos Reservados