Maranhão

MPF acompanha investigação sobre morte de índio durante emboscada no MA

MPF acompanha investigação sobre morte de índio durante emboscada no MA

Órgão aguarda o resultado das investigações da Polícia Federal para tomar medidas judiciais em relação ao caso. Crime que resultou na morte de indígena e madeireiro foi registrado na sexta (1º)


04/11/19 01:20 - Atualizado em 04/11/19 03:16

Paulo Paulino “Lobo Mau” Guajajara morreu no local — Foto: Sarah Shenker/Survival International

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF-MA) está acompanhando a investigação sobre a morte do indígena Paulo Paulino Guajajara, também conhecido como o “Lobo Mau”, que foi assassinado na última sexta-feira (1º) na Terra Indígena Araribóia, na região de Bom Jesus das Selvas, entre as aldeias Lagoa Comprida e Jenipapo, no Maranhão.

O MPF está aguardando o resultado das investigações da Polícia Federal (PF) para tomar as medidas judiciais cabíveis. Além da morte de Paulo Paulino Guajajara, a emboscada ainda causou a morte do madeireiro Márcio Greykue Moreira Pereira. Durante a ação, o indígena Laércio Guajajara foi baleado no braço e na nuca, mas resistiu aos ferimentos.

Em setembro, governo do Maranhão pediu à Funai e ao Ministério da Justiça proteção na Terra Índigena Governador, localizada a 93 km de onde está o indígena Paulo Guajajara foi morto. O oficio pedia em caráter de urgência a adoção de medidas de proteção dos povos indígenas.

Terra Indígena Governador (área menor) fica localizada próximo a Terra Indígena Araribóia (área maior), onde líder indígena foi morto no Maranhão — Foto: Reprodução/ORG Terras Indígenas

A situação na Terra Indígena Araribóia já havia sido denunciada pelo grupo indígena que acusava os madeireiros de ameaça. Segundo os indígenas, as ameaças aumentaram após a apreensão de veículos utilizados na extração ilegal de madeira nas terras indígenas.

A Terra Indígena Araribóia é composta por etnias indígenas Ka’apor, Guajajaras e Awá-Guajás. As três tribos fazem parte de um grupo chamado “Guardiões da Floresta” que é formado com o intuito de proteger a natureza. Eles evitam invasões de madeireiros, incêndio e durante uma ronda na terra indígena, eles encontraram acampamentos de madeireiros e veículos usados para transportar a madeira.



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Você é a favor ou contra a reforma da previdência?

2016 © Todos os Direitos Reservados