Coroatá

Projeto Vida Nova acusa o gestor municipal de perseguição política

Projeto Vida Nova acusa o gestor municipal de perseguição política

Em nota, coordenação diz que projeto é alvo de perseguição política.


07/03/19 18:00 - Atualizado em 12/03/19 15:38

O Projeto Vida Nova que atualmente funciona na antiga AABB na rua São Francisco Bairro do Areal e atende em média 250 crianças com aulas gratuitas de Karatê, Capoeira, Futebol, Hip Hop entre outras modalidades, acusa o gestor municipal e seu grupo político de usarem a influência política para tentar cancelar os sorteios realizados no município pelo Sorte Mania.

O projeto menciona que a Lei Federal 13.204 / 14.12.15 Artigo 84-B ampara as instituições a promoverem sorteios para custear suas despesas. Haja visto que no RCP (Recibo de Contribuição Permeável) vem explicitamente a lei mencionada, mesma lei que rege os sorteios realizados em várias cidades no país.

Os sorteios realizados pelo projeto Vida Nova, através do Sorte Mania, além de manter o projeto social ajuda mais de 300 famílias (vendedores) que sobrevivem com a venda das cartelas (RCP), já que no município não tem oportunidade de emprego.

O Sorteio realizado pelo Projeto Vida Nova (Sorte Mania) funciona no município há quase 2 anos, já mudou a vida de mais de 500 coroataenses em suas premiações e com a contribuição da população atingiu uma marca histórica de doações de 35 cadeiras rodas, fato este, que dá um tapa na cara dos gestores municipais que mesmo com todo recurso e estrutura, nunca conseguiram realizar 1/4 dessas doações.

As doações são feitas perante a realização de cada extração e tem total reconhecimento e aprovação da sociedade em geral.

O Projeto Vida nova informa que toda suas ações que funcionam há mais de 5 anos no município sempre foram para beneficiar a população, principalmente os jovens excluídos ou carentes. No entanto, há quase 2 anos e sobre orientação jurídica decidiu realizar sorteios para custear suas despesas, já que todos os professores são voluntários, mas precisa de recursos para manter o espaço aonde são desenvolvidas as atividades.

O Projeto Vida Nova suspeita que as possíveis "perseguições" repentinas é pelo fato de um dos coordenadores do projeto lançar sua precandidatura a Prefeito de Coroatá, fato que gerou grande repercussão nas redes sociais e pelo visto causou um certo incômodo no gestor atual.

A coordenação informa a toda a população de Coroatá que mesmo que o sorteio não continue o projeto, apesar de todas as dificuldades, vai continuar, pois acima do mal sempre existirá o bem e a certeza que dias melhores virão.

Coordenação Projeto Vida Nova

Ouça o áudio:



Comentário

PUBLICIDADE


Mais lidas








PUBLICIDADE

Enquete

Você pretende se vacinar contra a Covid-19?

2016 © Todos os Direitos Reservados